Realizou-se nos Penicheiros o almoço comemorativo do 89º aniversário do Partido Comunista Português.

Esta grandiosa iniciativa política da Comissão Concelhia do Barreiro no dia 7 de Março, realizou-se num momento profundamente marcado pelo agravamento da situação económica e social, de exploração dos trabalhadores e do povo, da responsabilidade das políticas de direita de submissão ao grande capital, ameaça de mais privatizações e manutenção da ofensiva aos direitos liberdades e garantias de Abril.

 

 

O mau tempo não venceu os trabalhadores da João Baltazar & Andrade, fábrica de alumínios de Vale Milhaços, em Corroios, que, tal como anunciava o último Avante!, concentraram-se na sexta-feira junto à casa da proprietária, na Rua da Cabouca daquela mesma localidade, em sinal de protesto pelo encerramento da empresa e a falta de pagamento de salários desde Dezembro e do subsídio de Natal.

 

imagem(013)

imagem(017)

A Delphi, multinacional que produz componentes para automóveis, recebeu vários apoios da União Europeia para as unidades fabris em Portugal. Apesar disto, a multinacional Delphi promove a precariedade e a instabilidade nos trabalhadores, com graves violações dos direitos dos trabalhadores, na unidade de Braga, na Guarda, em Castelo Branco, no Seixal.

A DORS do PCP tem vindo a chamar a atenção para o agravamento da situação social do país e da região exigindo do Governo PS políticas de investimento público e uma aposta séria no desenvolvimento regional com crescimento económico, para fazer face ao crescendo de desemprego, constante encerramento de empresas, aumento da precarização das relações de trabalho e consequente exploração dos trabalhadores.

A Direcção da Organização Regional do PCP iniciou no dia 25 de Fevereiro a iniciativa o Roteiro Contra a Precariedade, que decorre no âmbito da campanha nacional "Com o PCP, Lutar Contra as Injustiças - Exigir uma vida melhor".

Com cerca de noventa presenças a Direcção da Organização Regional de Setúbal do Partido promoveu no passado sábado, na Academia Almadense, uma sessão assinalando o centenário da Revolução Republicana de 1910. Em paralelo à exposição produzida pelo PCP e que na Península de Setúbal de certo modo ali se inaugurava, iniciou-se com dois momentos culturais a cargo do actor Fernando Jorge, do Grupo de Teatro Extremo, e do Professor António Tavares, e foi dirigida pela camarada Antónia Lopes, do Executivo daquele organismo, que passou a palavra para uma detalhada intervenção a Domigos Abrantes, membro do Comité Central.

Há mais de 2 meses que os elevadores da via-férrea não funcionam dividindo a Vila de Alhos Vedros ao meio, isolando a população do Bairro de Gouveia da zona Norte da Vila. A população residente é obrigada a percorrer enormes distâncias para fazer o trajecto em segurança. Havendo quem atravesse a linha pondo em risco a própria vida. Esta situação é ainda mais grave para os cidadãos portadores de deficiência e que têm cadeiras de rodas, que não têm forma de atravessaram a linha, já que não há rampas de acesso.


Na sequência dos contactos de dia 18 de Fevereiro com os trabalhadores da Delphi do Seixal, Ilda Figueiredo e João Ferreira, deputados do PCP no Parlamento Europeu, entregaram a seguinte pergunta à Comissão Europeia: