A EMEF é hoje a única empresa nacional com capacidade para reparar e fabricar material circulante ferroviário, tendo sido ao longo de décadas alvo de uma prolongada e muito profunda ofensiva visando a sua privatização.

O PCP, por diversas vezes, colocou a sucessivos governos a necessidade de modernizar o Arsenal do Alfeite.

O Grupo Parlamentar do PCP já questionou o Governo nesta Legislatura sobre a carência de funcionários na Escola Secundária do Pinhal Novo, no concelho de Palmela, a 14 de dezembro de 2016 e à qual não obteve resposta do Governo.

Abono de família é direito a reforçar

O PCP está distribuir um folheto, que anexamos, sobre os aumentos verificados no abono de família que, muito embora fiquem aquém do que o PCP propõe, invertem o rumo de cortes sobre cortes levado a cabo nos últimos anos. Durante o mês de Abril, milhares de crianças estão a receber mais abono de família, com retroactivos a Janeiro, e em Julho haverá um novo aumento.

Solidariedade contra o encerramento das agências da CGD

No passado dia 27 de abril as freguesias do distrito de Setúbal afetadas pelo encerramento de balcões da Caixa Geral de Depósitos, promoveram uma concentração em Lisboa, junto à sede da instituição bancária.

Apresentação dos primeiros candidatos CDU em Palmela

A Comissão Concelhia de Palmela do PCP, reunida no passado dia 20 de Abril, analisou e debateu a situação política e social no Concelho e discutiu a evolução do trabalho de preparação para as eleições autárquicas, marcadas para o próximo dia 1 de Outubro.

Faltam de funcionários na Escola Secundária do Pinhal Novo

Chegaram ao conhecimento do Grupo Parlamentar do PCP preocupações com as condições de funcionamento na Escola Secundaria do Pinhal Novo, devido à falta de funcionários, em particular de assistentes técnicos e de assistentes operacionais.

A existência da SIMARSUL é do interesse dos trabalhadores e das populações!

Após um longo processo de discussão dos Municípios detentores de capital social da SIMARSUL com o actual Governo sob a reversão do processo de agregação dos sistemas multimunicipais efectuado pelo Governo do PSD/CDS contra a opinião dos municípios e dos trabalhadores, chegou-se a acordo e foi publicado no dia 24 de de Março o Decreto-Lei n.º 34/2017 que consagra este passo positivo para os trabalhadores e populações.