Passe social para toda a Área Metropolitana válido em todos os meios de transporte

Um passe social para toda a Área Metropolitana válido em todos os meios de transporte, a um preço reduzido, é uma medida central para promover a utilização dos transportes públicos e melhorar as condições de vida de quem trabalha.

PS Montijo quer impor a lei da rolha

No passado dia 8 de Fevereiro, de acordo com a Lei e respondendo ao apelo dos eleitos da CDU, um terço dos eleitos da Assembleia Municipal, convocaram uma sessão extraordinária daquele órgão, com o objectivo de discutir as implicações, para o concelho, da chamada transferência de competências da administração central para as autarquias.

Ação de contacto

Durante o dia de hoje, em toda a região de Setúbal, centenas de activistas, dão corpo à Jornada Nacional de Afirmação do PCP por mais salários e direitos, em defesa do desenvolvimento e da soberania.

Exprimindo as preocupações há muito manifestadas pelas populações, pelas autarquias e pela Comissão Concelhia do Seixal do PCP, face ao crescente agravamento...

Acção de contacto e esclarecimento junto dos Reformados, Pensionistas e Idosos

A Organização Regional de Setúbal do PCP realizou na passada semana, entre 3 e 7 de Dezembro, uma acção de contacto e esclarecimento junto dos Reformados, Pensionistas e Idosos.

Sobrea a posição do PCP quanto ao parecer da CM Barreiro relativo ao estudo de impacto ambiental da instalação do terminal de contentores no Barreiro

O aproveitamento das potencialidades existentes no Concelho do Barreiro, constituem elementos estruturais da intervenção e luta desenvolvida pelo PCP desde sempre.

Viva a luta dos estudantes da Escola Básica Dom Pedro Varela

A Comissão Concelhia do Montijo do PCP saúda a luta dos estudantes da Escola Básica Dom Pedro Varela e condena a violência exercida pela polícia.

Hoje os estudantes da Escola Básica Dom Pedro Varela, contando com a solidariedade de pais e professores, fecharam as escola a cadeado como forma de luta e protesto contra a falta de assistentes operacionais.

A policia foi chamada ao local e temos registo que existiram agressões a estudantes e a professores, numa clara violação dos direitos e liberdades democráticas.

Mais uma vez e desde dia 16 do corrente mês que o bar da escola se encontra encerrado agora por tempo indeterminado, por falta de assistentes operacionais.

A intermitência no funcionamento do bar e de outros serviços desta escola tem sido um problema que se arrasta há muito e que cria grande instabilidade às famílias dos estudantes e profundo transtorno aos estudantes.

A falta de assistentes operacionais é de extrema gravidade, na gestão do dia a dia das escolas,uma vez que prejudica o normal funcionamento de serviços como o fornecimento de lanches aos alunos carenciados, apoio capaz e conforme é previsto a alunos com necessidades educativas especiais, entre outros.

Este acontecimento prejudica também os trabalhadores que ficam sobrecarregados, vendo as suas tarefas duplicadas, numa profissão que envolve a responsabilidade de cuidar e apoiar o crescimento das nossas crianças e jovens.

A Comissão Concelhia de Montijo do PCP saúda a justa luta dos estudantes e condena a violência policial sobre os que justamente lutavam, estudantes com idades compreendidas entre os 10 e os 14 anos.

A Comissão Concelhia de Montijo do PCP relembra que a contratação de pessoal auxiliar é uma responsabilidade da Câmara Municipal de Montijo, que mais uma vez falha nas suas competências, as quais chamou a si, desresponsabilizando o governo central desta tarefa.

A Comissão Concelhia de Montijo do PCP chama mais uma vez atenção da transferência de encargos de várias áreas onde se inclui a educação, saúde, segurança social, que o governo central passou para as autarquias locais numa manobra “cozinhada” pelo PS e PSD na Assembleia da República. Tal transferência tem tudo para dar errado, em Montijo o que se passa na educação é um dos exemplos do que pode vir a acontecer nas restantes áreas.

Proposta para reforço de meios para a Transtejo e Soflusa reprovada

A Proposta do PCP de reforço de 5,25 milhões de euros para a Transtejo e a Soflusa, assegurando as despesas necessárias na manutenção das respectivas frotas de navios e embarcações auxiliares foi rejeitada com o voto contra do PS e a abstenção do PSD.